Artigos em periódicos de Direito com classificação Qualis

A CAPES incentivou nos últimos anos a publicação de artigos em periódicos, em vez de livros ou capítulos de livros.

Assim, como consequência dessa indução, o número de revistas da área de Direito aumentou consideravelmente, 24,48% entre 2016 e 2017. No último processo de classificação e reclassificação, de 2017, foram avaliados 2.059 periódicos jurídicos pela CAPES.

Artigos acadêmicos não fazem parte apenas da vida profissional de professores, estudantes e pesquisadores. Há muitos concursos públicos em que o candidato soma pontos ao apresentar artigos publicados na fase da prova de títulos.

Base Qualis e classificação dos periódicos

A base Qualis da Área de Direito 2017 é formada por periódicos vinculados ao Sistema Nacional de Pós-Graduação – SNPG.

As revistas jurídicas nacionais e internacionais são divididas em oito estratos, em ordem de relevância, do maior para o menor:

Estrato Periódicos (2017)
A1 67
A2 80
B1 221
B2 180
B3 147
B4 164
B5 256
C 789

A classificação é realizada a partir de muitos critérios. Mas há também periódicos não classificados como científicos, como magazines, diários, anais, folhetos, conferências e quaisquer outros que se destinam à divulgação de artigos, ou que não atenderam aos critérios dos estratos de A1 a C.

Os estratos A1 e A2 são então os mais relevantes para publicação de artigos, porque cumpriram mais critérios. Por exemplo, exige-se desses dois estratos que 15% dos artigos sejam de autores e coautores filiados a instituições estrangeiras. A revista Espaço Jurídico Journal of Law – EJJL é um periódico que possui estrato A1 desde 2017.

Não quer dizer que, necessariamente, periódicos classificados com estratos A1 e A2 são as revistas com melhor conteúdo ou mais acessadas.

Os periódicos com classificação C são aqueles que, apesar de estarem vinculados ao SNPG, não cumpriram ainda todos os critérios mínimos. São alguns dos critérios mínimos a formação de Conselho Editorial, normas de submissão e periodicidade.

Descubra aqui o estrato de cada uma das revistas jurídicas classificadas pela CAPES.

Como publicar artigos em periódicos com classificação Qualis da CAPES?

Cada periódico tem normas próprias para submissão de artigos, especialmente as revistas classificadas com estratos de A1 a B5.

As normas de submissão podem incluir diversas diretrizes, como originalidade da produção (ineditismo), titulação acadêmica dos autores, número mínimo e máximo de palavras, formatação e temas aderentes ao periódico.

A maior parte dos periódicos recebe artigos ininterruptamente. Entretanto, existem revistas ainda que publicam editais para submissão de artigos durante determinado prazo. É o caso da Revista Jurídica da Presidência, por exemplo.

Portanto, o discente ou docente interessado na publicação de artigos deve primeiramente escolher um periódico a partir do estrato. A consulta aos periódicos pode ser feita na CAPES.

Observa-se que uma dos critérios mínimos para classificação do periódico é manter uma página web. É possível então consultar cada uma das revistas através da Internet.

Após a escolha, o interessado deve verificar as normas de submissão, se o fluxo de envio for contínuo, ou aguardar a publicação de edital de chamada com as regras.

O Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito – Conpedi reúne em ordem cronológica os editais das revistas jurídicas, o acesso é franqueado a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *